O Jovem – Toninho Aribati

O Jovem – Toninho Aribati

O comportamento do jovem é um dos temas mais
discutidos no momento e á cada dia que passa esse
tema vêem ampliando se em diversos assuntos, isso
em relação a condição atual.

Todo esse comportamento nos leva a creditar que
tudo pode ser uma questão conjuntural e estrutural
presente no país. Há vários estudos envolvendo a
ciência sobre esse aspecto, realizado por pessoas
especializadas em assuntos que revela as
subjetividades e o lado da racionalidade humano,
tentando desvendar tal mistério. Que até o momento
não se pode atribuir como uma única coisa ou causa.
Sei que vou extrapolar um pouco nesse contexto,
talvez seja em função do que estou vendo e que no
meu tempo de jovem eu não via, o que hoje estou
vendo de forma banalizada transcendendo o comum.

Ouvimos tudo que a mídia produz como noticias,
dando ênfase a esse tipo de comportamento atribuindo
vários fatores como: Falta de perspectiva; pouca
atenção dos pais na falta de amor aos filhos; outros já
atribuem que faltam bons exemplos no sentido de
punição aqueles que se acham acima da lei, fazendo
com que tudo fosse um mar de lama, neste momento
de tantos canalhas que enfeltraram na política
simplesmente para fazerem merda. Outros vão mais
além e dizem que é falta de amor ao próximo e a Deus,
finalizam que o mundo está chegando ao fim dos
tempos.
O certo que todas podem ser levadas em conta
entretanto, como uma forma única de entendimento
ainda não se tem essa certeza, o porquê é que faltam
aos jovens boas criatividades, levando em conta que
há jovens que nascem nas margens sem perspectivas
alguma e acabam virando o jogo.

Outros que já nascem com o mundo aos seus pés e
não dão em nada . E ai? Quem tem a melhor resposta
para nos dizer nesse momento? Ou é numa visão
maquiavélica “os meios justificam os fins”. Entre todas
indagações podemos mensura pelo menos uma, a falta
de sensibilidade, reflexão talvez por parte do jovem
em ver limites, quando isso acontece com frequencia
logo no seu inicio de formação o retrospecto com
certeza será outro de forma positiva, vai ser um ser
humano totalmente diferenciado, mantendo consigo
um sentimento muito mais sensivel dos demais que
não a têm.

Sonhos possíveis, nesse texto procurei relacionar
algumas utopias que podem ser trabalhadas de forma
positiva. As escolas de um modo geral vêm sim
desenvolvendo uma nova mentalidade no ponto de
vista da melhoria do ensino em diversos níveis de
aprendizagem, essa observação se dá de forma bem
sensata, Pois não podemos de maneira alguma
generalizar os fatos, há bons e maus profissionais em
qualquer setor de atividade, é claro que se falando do
que e desejado estamos aquém ainda de uma boa
escola para os nossos filhos.

O certo que devemos trabalhar mais para
alcançarmos o desejado e para isso devemos ser
criativos, resistentes e perseverantes naquilo que
acreditamos no caso uma boa educação. Toda essa
responsalibilidade deve ser atribuída a toda a
sociedade de um modo geral, a família é ponto central
em todos os sentidos para o desenvolvimento na
formação e produção de bons cidadãos.

Houve um tempo que a escola se responsabilizava
quase por completo sobre todas as ações, porém com
a evolução dos tempos as diversidades foram
aumentados mais e as expectativas também, então é
quase impossível acreditar que a escola possa ser
responsabilizar por toda formação do jovem, levando
em conta todo esse universo de forma absoluta, sem
nenhum tipo de ajuda e garantir que tudo se resolve
de maneira qualitativa na amplitude do ensino.

Todo Projeto político pedagógico rompe barreiras?
Se agregarmos a questão social de maneira socializada
com as amarras citadas neste texto acima é possível
realizar de maneira concreta todas as utopias que
envolvem um trabalho, primeiro tem que acreditar
plenamente que ira romper com os obstáculos e
possíveis barreiras que existem, alguns projetos
notáveis e avaliados como nota 10 citado na revista
Nova escola, março de 2006 que traz cinco projetos
muito interressantes que por sinal foram premiados:
Arte Tema do Trabalho Radionovela e fotonovela para
alunos de 6ª series autor do projeto : Profº Carlos
Augusto Cabral Arouca ,Escola da Vila ,São Paulo SP.

Educação Infantil tema do trabalho confecção da
Caixa de historia para desenvolver a oralidade 1ª
estagio(4 anos) autora do projeto Profª Deborah
Santos Soares da Silva,Escola Municipal de educação
infantil Jardim Monte Belo ,São Paulo SP, Língua
Portuguesa tema do trabalho leitura e escritas de
contos de assombração 2º Serie autora do projeto ,
Profª Rosany de Fátima Silva Guerreiro , Escola de
educação e ensino Fundamental Associação Paz
Paragominas PA.

Ciência tema do trabalho Energia Luminosa para
alunos de 8ª series autora do projeto : Profª Solange
de Almeida Cardoso .Escola Municipal Ver , Martin
Luther King, Rio de janeiro RJ.

Educação Física tema do trabalho : A pipa sua
historia e sua ciência para alunos de 5ª serie autora do
projeto Profª Vanja Leila da Conceição Ferreira , Escola
Municipal Profª Cândida Junqueira três corações ,MG.

São Pessoas como essa que vão fazer diferença para
nossa educação ,pois são criativas por ter excelentes
idéias para bem conduzir o presente e prevendo um
outro tipo de futuro. A História depende do tempo e, ás
vezes o tempo para nós se torna uma infinidade, O que
eu quero dizer com isso: nosso país é um gigante… No
que diz a respeito a sua extensão territorial e para
completar é muito jovem ainda, fato como estes se
tornam isolados e quase não são perceptíveis o que
significa temos que trabalhar mais. Acreditar mais
sobre aquilo que podemos fazer em prol de uma boa
educação.

Só assim iremos anteceder, de forma positiva o
nascimento de novos “Falcões”; hoje são crianças e
adolescente, amanhã podem ser senhores do crime
organizado, que fazem de tudo a mão armada , quando
se tira a condição de alguém sonhar estamos dando a
ela o imediato que pode ser a condição de criar o
paralelo totalmente criminoso para cometer todas as
barbarias.

Reflexão
A ignorância e o nosso primeiro ato de inconsciência
irreal da realidade porque no real temos que ser
seremos e persistentes em busca incessante da
perfeição.

Toninho Aribati

Deixe uma resposta