Desejo Voraz- Toninho Aribatí

Desejo Voraz- Toninho Aribatí

Na infinidade dos teus lindos

olhos,

na infinidade de tua lida boca,

que murmura palavras de

amor,

vejo-me jogados aos teus pés 

que caminham e se distanciam

inteiramente de  

mim.

Compreendo nitidamente o teu medo e

sei que tens razão de deixar o meu coração.

Às vezes, o que faz a minha

lógica,

ter que amar sozinho,

mas nunca vou contestar a ironia do meu

Destino. 

Sei que dói tanto viver este amor

voraz essa avareza que é minha

paixão. 

Toninho Aribati

Deixe uma resposta