Tributo – Toninho Aribati

Tributo – Toninho Aribati

Eles teriam que saber,
que nasceram em um berço.

Eu não sei em que berço nasci,
mas todos sabem
que o sonho não envelhece.

E aí paro, vivo e penso
que o sonho é eterno.

O poeta só nasce,
a partir do momento,

a partir do momento,
que ele morre.

Toninho Aribati

Deixe uma resposta