Droga – Toninho Aribati

Droga – Toninho Aribati

O morro desce na direção do Asfalto.

O asfalto sobe na direção do Morro.

Quando uns sobem, outros descem.

Obscuro caminho, de duas vias.

A entrada sempre aberta, a saída sempre fechada, triste Verso.

Droga, câncer no corpo Em qualquer dose aniquila a alma, pra quem fica um caminho sem volta. Pra quem vai um caminho sem Fim.

droga famílias destruídas e

jovens levados à morte.

Um corpo estendido no chão…

alguém sabe quem? -Ninguém.

Toninho Aribati

Deixe uma resposta